Os Riscos Da Dieta Vegana

junho 3, 2016

Os Riscos Da Dieta Vegana

Seja por crença, solidariedade com os animais ou modismo, não ingerir carne ou alimentos de origem animal (dieta vegana) é uma tendência que vem ganhando cada vez mais força nos últimos anos.

No Reino Unido, por exemplo, o número de pessoas que se tornam veganas aumentou 350% na última década. E isso vem alarmando alguns especialistas, sobretudo quando se adota essa dieta por puro modismo. “Quando as pessoas se tornam veganas devido a alguma religião, tendem a saber como fazê-lo corretamente. Em outras palavras: sabem como compensar as deficiências nutricionais decorrentes da não ingestão de carne e produtos lácteos”, diz Catherine Collins, da Associação Dietética Britânica. “Mas não temos observado isso com pessoas que se tornam veganas para ficarem parecidas com outras pessoas que veem na internet”, acrescenta. Celebridades como a atriz americana Gwyneth Paltrow tornaram esse tipo de dieta popular. “Essas pessoas veem fotos de Gwyneth Paltrow e querem fazer a mesma coisa. Querem estar na moda, mas estão colocando em risco sua própria saúde a longo prazo”. A dieta vegana exclui qualquer alimentos de origem animal, como carne, peixe, leite, queijo, ovos e mel. Há veganos ainda mais ortodoxos que não cozinham verduras. Eles seguem uma dieta conheci

maio 31, 2016

Não é preciso ser um “rato de academia” para já ter ouvido falar de flexão, prancha ou agachamento.

Segundo especialistas, esses são os três melhores exercícios para quem quer ficar em forma. Atletas profissionais ou amantes dos esportes sabem disso. Mas a melhor vantagem deles é que podem ser realizados em qualquer lugar, sem a necessidade de um equipamento específico ou de um espaço especialmente adaptado, como academias. Ainda assim, é preciso prestar atenção a alguns detalhes, de forma a potencializar benefícios e reduzir lesões. O preparador físico britânico Martin Cullen explicou à BBC a forma correta de realizar esses três exercícios. Confira.

Posição inicial das flexões é fundamental para obter maior benefício com exercício
Posição inicial das flexões é fundamental para obter maior benefício com exercício

Flexões

As fle

maio 27, 2016

Superbactérias irão matar uma pessoa a cada três segundos em 2050 se medidas não forem tomadas imediatamente, de acordo com o relatório encomendado pelo governo britânico e divulgado nesta quinta-feira.

O estudo, encomendado pelo governo britânico e liderado pelo economista Jim O’Neill, criador do termo Bric, sugere um plano que requer bilhões de dólares de investimento para impedir que a medicina “seja levada de volta à idade das trevas”. Também defende uma revolução na forma como os antibióticos são usados e uma grande campanha para educar as pessoas. O relatório foi recebido sem consenso – houve elogios, mas críticos disseram que ele é “insuficiente”. A luta contra infecções que são resistentes a antibióticos já foi descrita como “risco tão grande quanto o terrorismo” por autoridades britânicas. O problema é que não estão sendo desenvolvidos novos medicamentos – e os que existem estão sendo desperdiçados.

Clostridium difficile drug-resistant bacteriaResistência a antibióticos aumentou nos últimos an

maio 2, 2016

Quando ciclistas colombianos viajaram à França para competir pela primeira vez no famoso Tour de France, em 1984, levaram consigo um suplemento energético que nunca tinha sido visto naquelas estradas: a rapadura. Esse alimento chamou tanta atenção que os colegas de outras equipes –e outras nacionalidades–, vendo os colombianos escalarem as montanhas “como se estivessem descendo”, começaram a pedir um pedaço dos “tijolos” que eles comiam. A utilização do açúcar como um aliado dos ciclistas é apenas uma anedota, mas revela uma verdade bem conhecida: alimentação é essencial para os atletas, especialmente porque é a fonte de energia para a competição. Por isso, é importante saber qual é a melhor maneira de se alimentar na hora de fazer um exercício. “O equívoco mais comum é acreditar que, para melhorar fisicamente, deve-se parar de comer”, disse à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, o treinador esportivo Jesus Madrid Mateu, coordenador na Mocri, empresa que trabalha com atletas de Fórmula 1 e golfe. “O que precisa mudar é a composição corporal. Não se trata apenas de reduzir a ingestão de calorias, é necessário melhorar a qualidade e quantidade dos alimentos”, acrescentou. E quais são os alimentos que devem ser consumidos antes, durante e depois de qualquer esporte? “É muito importante a comida antes e depois do treinamento. Ela deve ser de q

abril 28, 2016

Muitos especialistas já afirmaram que grande parte do corpo humano é água. Na verdade o corpo é feito por cerca de 60% de água. Mas nem toda esta água permanece em nosso corpo. Parte dela é eliminada na urina, no suor e até quando respiramos. Por isso beber água suficiente para cobrir estas perdas é fundamental. Mas o que acontece quando não bebemos o suficiente? ‘Centro da sede’ “A água, sendo um solvente universal, fornece nutrientes ao corpo, regula a temperatura corporal e lubrifica os olhos e articulações”, disseram Mitchell Moffit e Greggory Brown, do AsapScience, um canal no YouTube especializado em ciência. Sem água perdemos energia, a pele fica seca e até o humor é afetado. A educadora Mia Nacamulli explica em uma animação divulgada em uma conferência TED-Ed, voltada para a educação, que quando o corpo se desidrata as terminações nervosas do hipotálamo do cérebro –que estão no que os cientistas chamam de “centro da sede” (OCPTL)– enviam sinais para a liberação de um hormônio antidiurético. Este hormônio chega até os rins e estimula as aquaporinas, proteínas das membranas das células que podem transportar moléculas de água, permitindo que o sangue retenha mais água no corpo. Quando isto acontece, a urina fica mais escura e com um cheiro mais forte. Durante este processo de desidratação também sentiremos menos vontade de urinar