Aspirina tomada imediatamente após pequeno derrame pode reduzir risco de 2º derrame

maio 23, 2016

O tratamento com aspirina imediatamente depois de um pequeno derrame pode reduzir o risco de um derrame mais grave em pacientes ou diminuir a gravidade desta segunda ocorrência, afirmou um grupo de pesquisadores europeus.

Os miniderrames, ou ataques isquêmicos transitórios, ocorrem quando há interrupção do fluxo sanguíneo para o cérebro. Podem causar fraqueza nos membros ou problemas de fala ou visão. Os sintomas geralmente desaparecem depois de alguns dias. Mas a chance de sofrer um derrame maior, com sintomas mais permanentes, cresce nos dias logo após o miniderrame. Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, afirmam que médicos já eram aconselhados a receitar aspirina para pessoas vítimas do chamado miniderrame depois de estas serem examinadas no hospital, sobretudo em tratamentos de longo prazo, para reduzir o risco de formações de coágulos sanguíneos e de um grande derrame (ou AVC). Mas a equipe de pesquisadores aponta agora que os benefícios do tratamento mais imediato com a aspirina podem ser muito maiores. Segundo suas descobertas, a maior parte dos benefícios ocorre nas primeiras horas após o primeiro derrame. Peter Rothwell, especialista em derrames da Universidade de Oxford e um dos líderes da pesquisa, disse que “é muito alto” o risco de um grande derrame imediatamente dep

Posted in Blog | Tags: , , ,