Anvisa autoriza Bahia a produzir 1° teste rápido do Zika

maio 25, 2016

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu registro permitindo a Bahiafarma (fábrica de medicamentos do governo do estado) a produzir e comercializar o primeiro diagnóstico rápido do Zika vírus no Brasil. Esse é o primeiro teste diagnóstico feito sem a participação da Fiocruz, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab).

Por meio do perfil oficial no Facebook, o governado Rui Costa anunciou o feito. “É com orgulho que anúncio que o teste rápido da #‪‎Zika‬, desenvolvido em parceria entre a ‪‎Bahiafarma e a empresa sul-coreana Genbody Inc.‬, foi aprovado pela Anvisa e poderá ser utilizado no País inteiro para ajudar a enfrentar essa perigosa doença”, publicou.

A Sesab destaca que a realização do teste rápido não apenas confirma o diagnóstico de possíveis pacientes, mas também colabora para o mapeamento de ocorrências da doença, facilitando ações de combate em locais específicos e auxilia nas pesquisas sobre a doença.

O desenvolvimento do teste rápido para Zika vírus teve início no primeiro semestre de 2015, quando começaram a ser detectados casos suspeitos da doença no sul da Bahia e na região de Feira de Santana, a 109 km de Salvador.

Conforme a Sesab, a autorização será publicada no Diário Oficial da União da próxima segunda-feira, 30. No mesmo dia, Rui Costa e o secretário de saúde, Fábio Vilas Boas, revelam mais detalhes sobre a novidade em coletiva à imprensa.

Fonte: atarde.uol